REVIEW | Double Dragon Gaiden: Rise of the Dragons


...Double Dragon Gaiden: Rise of the Dragons é um jogo de ação do tipo beat ‘em up que combina elementos roguelike e combate de tag-team. O enredo gira em torno de um homem misterioso que pede ajuda a um amigo para restaurar a paz em sua cidade caída, alegando ser o novo prefeito. O jogo oferece uma experiência de ação em rolagem lateral, semelhante a jogos clássicos como “Streets of Rage” e “River City Girls“.


Os jogadores podem escolher entre diversos personagens, cada um com habilidades e estilos de combate únicos. A mecânica de combate é relativamente simples, com combos executados com um único botão e movimentos especiais combinando botões e direções. O verdadeiro destaque do jogo está no sistema de tags, que permite que os jogadores escolham dois personagens para formar uma equipe e enfrentar os desafios juntos.

O jogo apresenta quatro missões temáticas de chefe, que podem ser enfrentadas em qualquer ordem, semelhante ao estilo clássico de “Mega Man”. Conforme as missões são concluídas, os inimigos ficam mais fortes, e os jogadores podem desbloquear chefes derrotados para uso posterior. Há também a possibilidade de customizar os personagens com buffs no estilo roguelike entre os estágios.


Embora o combate e a mecânica de tags sejam divertidos, o jogo apresenta algumas falhas, como a falta de variedade nos inimigos e nas atualizações disponíveis. Além disso, a dificuldade pode aumentar significativamente se o jogador escolher enfrentar o chefe errado por último. Apesar disso, “Double Dragon Gaiden: Rise of the Dragons” oferece uma experiência de ação enérgica e divertida, especialmente quando jogado em cooperação com um amigo.

Os gráficos do jogo são criativos, embora alguns níveis tenham elementos menos impressionantes. Além disso, obstáculos no cenário podem atrapalhar o progresso e causar frustração. O jogador pode escolher entre várias opções de buffs no estilo roguelike para melhorar seus personagens, mas nem sempre fica claro qual a melhor escolha.

A quantidade de inimigos aumenta com a progressão do jogo, mas a variedade não se expande muito, resultando em combates repetitivos. As lutas contra os chefes são mais desafiadoras, porém, algumas delas podem parecer injustas devido à mobilidade e rápida recuperação dos inimigos. O sistema de fichas oferece desbloqueáveis, mas algumas opções parecem desnecessárias, como pagar por informações que poderiam ser obtidas naturalmente ao jogar.

Em resumo, “Double Dragon Gaiden: Rise of the Dragons” proporciona diversão com suas mecânicas de combate e sistema de tags, além de uma variedade notável de personagens jogáveis. No entanto, o jogo peca na falta de variedade de inimigos, atualizações pouco impactantes e alguns elementos frustrantes nos níveis. Ainda assim, é uma experiência colaborativa agradável, mas pode se tornar repetitiva ao longo do tempo...


Continue ligado no Protocolo XP nas redes sociais, estamos no Facebook e Instagram.
NOTA: 6/10

1 comentário em “REVIEW | Double Dragon Gaiden: Rise of the Dragons

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.