Durante a BGS 2019 vários jogos estiveram disponíveis para testar, entre eles o exclusivo “Final Fantasy VII: Remake” no estande da Playstation.

O jogo se passa em um planeta com uma força de vida física sendo explorada por uma megacorporação do mal. Você interpreta um mercenário mal-humorado chamado Cloud Strife que foi contratado por uma organização chamada AVALANCHE, empenhado em impedir a empresa de ameaçar toda a vida no planeta.

A demonstração que vimos é bastante limitada, mas em compensação os gráficos são bem bonitos e o modo combate do remake contém elementos de ação direta e táticas baseadas no game original. Ao encontrar inimigos, você pode usar o botão quadrado para fugir, fazer um círculo para desviar e se proteger de ataques. Causar dano aumenta o que é chamado de medidor ATB (Active Time Battle) e você pressiona o botão X para entrar no menu baseado em turnos. Isso diminui a ação para um rastreamento e permite que você use as habilidades, magias e itens de um personagem.

Sendo este um jogo de Final Fantasy, você jogará com um grupo de personagens. Pressionar para cima ou para baixo no direcional permite trocar de personagem e gerenciar todos os seus medidores, pontos mágicos e itens. Enquanto isso, os personagens que causam danos constroem um medidor de limite. Uma vez preenchidos, eles têm acesso a um ataque extra poderoso chamado Limit Break.

Pode parecer muito para fazer malabarismos, mas depois de algumas brigas com inimigos de baixo nível, comecei a me sentir confortável. Depois de um tempo, inimigos difíceis aparecem, mas a jogatina acaba se mantendo satisfatória.  

Dito isto, esta demo do jogo parece querer homenagear o jogo original, ao mesmo tempo em que busca criar uma experiência moderna de grande sucesso. Se você é fã do original e ficou interessado no remake, Final Fantasy VII será episódico e a Square Enix parece querer agradar até os mais exigentes com um jogo bastante divertido.

Lembrando que o lançamento do game está agendado para março de 2020, exclusivamente para Playstation 4.


Gostou da matéria? Então dá aquela força, comenta e compartilha com seus amigos, curta, siga e fique ligado no Protocolo XP nas redes sociais.

Protocolo XP no Facebook

Protocolo XP no Twitter

Protocolo XP no Instagram

Sem Avaliação

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.