Originalmente apresentados em 1943 como antagonistas
encrenqueiros, Tico e Teco são os infames esquilos briguentos e que receberam
uma reviravolta positiva quando foram reformulados como detetives para a série
de televisão de 1989, Tico e Teco: Defensores da Lei (Chip ‘n Dale: Rescue
Rangers) que contou com apenas 65 episódios produzidos (cinco dos quais são
selecionados de um filme especial de duas horas).

Neste filme com o mesmo nome da série animada, temos um
revival que nos mostra que os queridos personagens nunca foram detetives de
verdade. Eles eram atores de um programa de televisão popular que foi cancelado
sem cerimônia quando um deles assumiu um papel em outra série de ação. Os
amigos de infância se afastaram um do outro, com Tico tornando-se vendedor de
seguros e Teco tentando desesperadamente manter seu estrelato de curta duração.

A dupla, que teve pouco ou nenhum contato por 30 anos é
levada a trabalhar em conjunto quando Monterey Jack, um de seus ex-colegas de
elenco, é sequestrado por contrabandistas que alteram ligeiramente a aparência
de seus atores sequestrados e os forçam a estar em filmes que copiam os filmes
que originalmente os tornaram famosos.

Assim como Uma Cilada para Roger Rabbit (que faz uma participação
especial neste filme), Tico e Teco: Defensores da Lei se passa no mundo real e
apresenta personagens animados e de ação vivos, o que torna o filme ainda mais
inusitado é que os personagens animados são apresentados em uma variedade de estilos
e são zombados por suas evoluções e esquisitices. Vale lembrar que a justificativa
para Teco ter uma aparência diferente é que ele fez uma cirurgia de CGI para
atualizar seu visual para filmes modernos.

Essa confusão tão desconexa funciona brilhantemente e o
filme está repleto de participações especiais de personagens animados famosos
de uma grande variedade de franquias antigas e novas (bem-sucedidas ou não) dos
últimos 100 anos. Não apenas personagens animados da Disney aparecem, mas de
outras franquias rivais acabam tendo boas participações, torando Tico e Teco:
Defensores da Lei o verdadeiro “Multiverso da Loucura”.

Mesmo com um roteiro simples, no qual até o próprio filme
zomba das saídas fáceis com clichês comuns, a produção consegue explorar com
boa relevância um enredo que mostra ex-estrelas que ainda não aceitaram sua
irrelevância, algo que fica bem evidente no script feiyo pela dupla Dan Gregor
e Doug Mand, que trabalharam em How I Met Your Mother. O uso do raciocínio
rápido está totalmente em exibição aqui com um material bem afiado que poderá
gerar surpresas em muitos espectadores em um filme totalmente família.

No geral, Tico e Teco: Defensores da Lei é uma grata surpresa,
pois tudo aqui é reinventado e o trabalho do diretor Akiva Schaffer nos mostra
uma produção fora casinha que mistura algo original e nostálgico ao mesmo tempo, neste longa que acaba tendo leves derrapadas com suas saídas fáceis de clichês comuns, mas isso não atrapalha a boa experiência com a produção e promete agradar os mais velhos e também a
nova geração.

Nota: 3,5/5


Sinopse:


De volta após 30 anos, “Tico e Teco: Defensores da Lei” mostra os antigos astros da Disney na Los Angeles dos dias atuais. Nessa comédia de ação que mistura live-action com animação, o Tico e o Teco estão vivendo entre animações e humanos em Los Angeles, mas suas vidas são bem diferentes agora. Já faz décadas que a série de sucesso deles foi cancelada, e o Tico (dublado por John Mulaney) cedeu a uma vida de domesticidade suburbana como um vendedor de seguros. O Teco (dublado por Andy Sandberg), por outro lado, fez cirurgia computadorizada e aposta na nostalgia na tentativa de reviver seus dias de glória. Quando um antigo membro do elenco desaparece misteriosamente, o Tico e o Teco precisam recuperar a amizade perdida e assumir suas personas de Defensores da Lei mais uma vez para salvar seu amigo.

Trailer:

Continue ligado no Protocolo XP nas redes sociais, estamos no Facebook e Instagram.
Sem Avaliação

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.